Próximo Episódio...
6x05 - “Street Rats”
jorge postou isto no dia 14 de novembro de 2015.

Once Upon a Time será grandioso neste fim de semana com um especial de duas horas. Os episódios, “Birth” e “The Bear King“, sairão juntos e prometem muita ação. A primeira parte contará com uma batalha entre os heróis e Arthur, Zelena, e o Merlin enfeitiçado e irá revelar exatamente o que aconteceu para que Emma se tornasse a Dark Swan, enquanto a segunda parte é toda sobre Merida. Bem, não apenas Merida. Ela se unirá com as favoritas dos fãs Ruby e Mulan em uma aventura. Nós falamos com os criadores e produtores executivos de Once, Adam Horowitz e Eddy Kitsis, sobre o que esperar do especial de duas horas sobre Hook, Zelena, Rumplestiltskin, e muito mais.

Merida, Mulan e Ruby estão se unindo. Você pode falar algo sobre a dinâmica delas?

Adam Horowitz: Absolutamente. Como parte das duas horas de Once Upon a Time no domingo à noite, nós veremos Ruby, nós veremos Mulan novamente, e Merida, e elas têm um pouco de aventura juntas.
Eddy Kitsis: Nós vamos ver como elas se conhecem e como é a relação.
Horowitz: Estamos super felizes. Eles foram muito divertidas juntos, e nós esperamos que o público concorde que elas são realmente muito divertidas.

E nós veremos o caminho delas se cruzar com o de Arthur e Zelena, correto?

Kitsis: Sim. As coisas que você está falando são na segunda hora. A primeira hora vai explicar onde Arthur e Zelena estão e por que eles estão onde eles estão, e na segunda hora vamos seguir com eles. Assim, a primeira hora é Storybrooke e Camelot, e na segunda hora é DunBroch.

Hook aparentemente vai tomar medidas extremas neste episódio para salvar Emma. Obviamente, ele e Belle são muito diferentes, mas você acha que ver como Belle lidou com Rumplestiltskin quando ele era Dark One fez dele mais seguro com a Dark Swan?

Kitsis: Eu não sei se “mais seguro” é a expressão certa. Eu acho que ele tem monitorou e quis matar o Dark One por muitos e muitos anos como Rumplestiltskin. Eu acho que ele vê o efeito que isso teve sobre a relação Rumbelle e isso o deixa nervoso. Eu acho que a única coisa que fez Hook renunciar a vingança foi Emma, ​​e ele está com medo de perdê-la.

O que você está mais animado para os telespectadores verem neste especial de duas horas?

Kitsis: Nós teremos muitas respostas. Muitos mistérios e coisas que foram colocadas e as pessoas perguntando por que – por que Emma está fazendo isso, por que ela está fazendo o que está fazendo – serão respondidas domingo à noite.
Horowitz: Este especial duas horas é uma espécie de nosso ponto de partida para o fim da 5A. Eu acho que uma das coisas que estamos mais animados é a forma como a narrativa, nós sentimos que, realmente ampliase-se e começa a rolar ladeira abaixo em direção ao final de inverno.
Kitsis: Nós despejamos um monte de coisas que nós criamos de uma forma divertida e interessante e estamos animados para ver a reação do público sobre isso.

Vocês acabaram de introduzir Nimue, e ela é uma das muitas Dark Ones que influenciam a Dark Swan. Ela tem um papel a desempenhar neste duas partes?

Kitsis: Ela vai desempenhar um papel na próxima rodada de episódios. Eu não sei se nós vamos vê-la neste fim de semana, mas nós absolutamente a veremos. Haverá mais Nimue pela frente.

Conciliar a fagulha de Promethean na lenda de Camelot e Excalibur foi um movimento interessante. Como tem sido trazer essa lenda, e veremos mais da mitologia grega no futuro?

Kitsis: Para nós, o show é sempre um mash-up. Como dissemos quando fizemos o primeiro ano, era como estar em seu quintal com seus bonecos de Star Wars brincando com os bonecos Star Trek, e ter Darth Vader falando com o capitão Kirk. Isso é o que se torna interessante. Tendo a adaga sendo parte de Excalibur, com Excalibur fazendo parte do Santo Graal – nós sentimos que era uma maneira de conciliar isso tudo. A fagulha de Promethean, eu acho, é a mesma ideia e também está configurando coisas para o futuro.

O show sempre saltou entre reinos, mas com Camelot e Storybrooke, parece mais um “indo e voltando”. Quais são os desafios e a logística disso?

Horowitz: Nosso elenco é incrível. Eles podem ir e voltar com uma incrível facilidade, ou fazer parecer incrivelmente fácil, mas é um desafio. Estamos contando histórias sobre duas faixas diferentes.
Kitsis: Faixas que são não-lineares. Eles estão interpretando coisas que o público ainda não viu. Eu acho que desde o piloto que nós tivemos Mary Margaret e os muitos flashbacks de Snow, e mesmo agora podemos fazer um flashback Regina, onde ela é a Rainha Má e horrível, e então nós cortamos e mudamos para ela ajudando a Snow. O que é grande sobre o nosso elenco é que eles são adaptáveis, e como eles sabem que seus personagens são capazes de mudar. Cada ator tem… Robert Carlyle tem Rumple completo, o Rumple covarde, ele tem diferentes níveis de onde o Rumple é baseado em sua história, e você percebe isso quando ele interpreta. Há o Rumple antes de perder Bae, há o Rumple após Bae, há o Rumple antes Belle, que é muito mais escuro do que aquele com Belle.

Falando em Rumple, ele é uma espécie de herói agora. Como é escrever esse personagem como Mr. Gold, mas um Mr. Gold sem o Dark One presente?

Kitsis: É interessante. Rumple é, obviamente, um personagem que amamos e que é próximo e querido para nós, e eu acho que nós estamos configurando algo com ele. Ele sendo um herói e ser capaz de enfrentar o seu passado, eu acho que é uma parte importante de sua vida e também o que é interessante sobre o ser é um herói é que você tem que fazer a pergunta: Será que é divertido?

Ser nobre e fazer a coisa certa tende a ser muito mais chato do que chegar e rasgar o coração das pessoas e fazer o que quiser. Eu acho que você vê isso com o personagem de Jennifer Morrison, que a tentação da escuridão é tipo, “Hey, eu quero ter uma trama de Bond do mal”, que é a liberdade de não ter culpa mais, ser egoísta, sem sentimento. É a liberdade que a escuridão apresenta que é tão inebriante, e ser um herói vem com um monte de responsabilidades e eu acho que uma das coisas a se prestar atenção com Rumple é que ele está fazendo isso, ele está sendo nobre, mas eu me pergunto, no fundo, o que ele realmente pensa.

Por outro lado, você tem alguém como Zelena, que é apenas deliciosamente má sem ser o Dark One.

Kitsis: Ela é verdadeiramente má.

Ela é totalmente tudo sobre si mesma, mas com a gravidez, as coisas são diferentes e isso [a gravidez] está prestes a acelerar.

Horowitz: Nós veremos que a gravidez tem um efeito profundo sobre ela. Zelena é uma personagem má que é forçada a olhar para dentro e realmente buscar quem ela realmente é, e como ela age sobre esta jornada de auto-realização é exatamente o cartão curinga que ela sempre é.

Via

Tradução e adaptação: Once Upon a Time Brasil. Não reproduza sem os créditos!



Comentários



Design: Isabella Sivic | Programação: Danielle Cabral