Próximo Episódio...
6x05 - “Street Rats”
jorge postou isto no dia 12 de janeiro de 2016.

Pelo segundo ano consecutivo, SwanQueen ganhou as honras do topo em nossa Ultimate Femslash Competition, provando mais uma vez que o duo Emma e Regina de Once Upon a Time é um dos casais favoritos do AfterEllen. No ano passado, nós falamos com Lana Parrilla sobre interpretar a Rainha Má e os subtextos que os fãs encontram em seu relacionamento com a Emma Swan de Jennifer Morrison. Este ano, fomos aos criadores e produtores executivos, Edward Kitsis e Adam Horowitz, para saber seus pensamentos em um dos ships mais ferozes de seu show.

Os fãs de SwanQueen são, obviamente, muito apaixonados. Vocês imaginavam que os momentos entre Emma e Regina na tela gerariam uma reação tão forte de fãs que estavam esperando que iria acabar um relacionamento romântico?

Adam Horowitz e Edward Kitsis: Ambas Emma e Regina são personagens que inicialmente foram feitas para serem pessoas fortes com fortes pontos de vista. E que seriam colocadas em oposição uma a outra com seu filho preso no meio.

Nós fizemos um enorme esforço para dar a ambos os personagens argumentos válidos para os seus pontos de vista. O objetivo era que, tirando Regina ser uma rainha má real, poderíamos retratar duas pessoas regulares que tanto amavam (ou iriam amar) um filho comum. As faíscas entre elas geraram conflitos surpreendentes e um drama espetacular para nós minarmos quando o show começou. Ao longo dos anos, tem sido uma alegria evoluir de uma relação de adversárias para uma de respeito mútuo.

Quanto à resposta do que os fãs iriam deduzir, não se tinha ideia. Quando você cria um show, você não tem ideia se ele vai provocar determinada reação em alguém, e a resposta dos fãs para Emma e Regina, e o show como um todo, suscitou mais paixão do que nós imaginamos. “Shipping,” nós aprendemos, é uma grande parte da reação de Emma e Regina – e muitos de nossos personagens – e amamos que nós criamos algo que gerou esse tipo de ligação emocional dos fãs. Mas nós previmos isso? Nem em um milhão de anos – pensamos que seríamos cancelados depois de três episódios!

Quando você está escrevendo para Emma e Regina, você faz alguma coisa que é uma espécie de um aceno para os fãs SwanQueen, ou é mais como Jennifer/Lana interpretam que você acha que os fãs percebem?

Honestamente, nós não mantemos “shipping” em mente quando escrevemos qualquer um dos nossos personagens. Parece ser um equívoco comum de alguns fãs que abordam a escrita do show a partir de um ângulo de relacionamento. Estamos tentando contar a história desses personagens, e atendê-los como pessoas em primeiro lugar. Para nós, os relacionamentos são apenas uma faceta de quem todos nós somos como pessoas. A jornada de Emma e a jornada de Regina foram ambas sobre muito mais do que elas se apaixonando por alguém.

Once tem uma tonelada de fãs LGBT que estavam muito satisfeitos ao verem Mulan retornar e com um (possível) novo interesse amoroso nesta temporada. Como vocês criam com êxito histórias que podem excitar uma comunidade específica, sem se curvarem?

Sim, Mulan – retornou e pretendemos vê-la mais nesta temporada – mas a história a razão da personagem para seu retorno não foram reveladas ou exploradas ainda. O que temos planejado para Mulan é algo que nós ainda não falamos, e espero que você entenda, se não quiser estragar a história agora. Queremos que o mundo de Once Upon a Time reflita o mundo real e a diversidade dentro dele.

Quanto ao êxito da criação de enredos para excitar uma comunidade específica? Isso não é como nós contamos histórias. Nós não temos como alvo certas histórias para certas comunidades, porque tememos que pode ter o efeito de minimizar pessoas. Nossa esperança é que todas as pessoas possam ver-se no mundo de Once Upon a Time, sem sensação de que estamos manipulando a eles. Em vez disso, queremos que o público sinta como nós temos um mundo inclusivo onde gênero, orientação sexual e diversidade racial não são as razões para as histórias, mas sim apenas fatos da vida quotidiana.

Já houve qualquer conversa em torno da possibilidade de que Emma e Regina poderia realmente acabar juntas, ou você acha que SwanQueen permanecerá para sempre em subtexto?

Subtexto é uma das formas incríveis que mostra que séries podem ter vida própria. Tudo o que podemos fazer é criar histórias e personagens, mas uma vez que ele é colocado lá fora, está aberto para o público consumir como eles fazem. Nós nunca criamos “SwanQueen” ou “Snowing” ou “Rumbelle” ou “CaptainSwan” ou qualquer um dos ships, subtextuais ou não – nossos fãs pegaram nossas histórias e as desenvolveram. Esperamos totalmente que eles continuem a fazer isso.

Quanto a quem vai acabar com quem? O show nunca foi sobre construir para esse tipo de término para qualquer um dos personagens. Quando começamos Once Upon A Time, nós conscientemente começamos o piloto com o final mais icônico na coletânea de conto de fadas – Príncipe Encantado acordando Branca de Neve. Nossa intenção sempre foi a de levar o “final feliz” que a maioria das pessoas reconhecem – amor romântico – e usar isso como o início de nossa história. Temos a intenção de continuar a fazer isso. Nós não queremos reduzir as vidas interiores dos nossos personagens só para eles ficarem com certa pessoa, e nós não queremos definir a felicidade em termos puramente de relacionamento porque um final feliz não é um final para nós, é um início de uma viagem para encontrar a maneira de viver uma vida feliz.

Via

Tradução e adaptação: Once Upon a Time Brasil. Não reproduza sem os créditos!



Comentários



Design: Isabella Sivic | Programação: Danielle Cabral