Próximo Episódio...
6x05 - “Street Rats”
jorge postou isto no dia 19 de dezembro de 2014.

çfls

Agora que Rumple também quer o seu final feliz, a corrida para encontrar O Autor começou. Quanto iremos nos aprofundar no processo de como os livros de histórias são feitos?
Adam Horowitz: Eu acho que toda a mitologia por trás do livro de histórias e de quaisquer outros livros de histórias e O Autor e tudo isso vai ser algo que pretendemos explorar profundamente na segunda metade da temporada. Temos a intenção de revelar a identidade do autor e o que isso significa para o nosso povo.

Com Emma (Jennifer Morrison) na Operação Mongoose, ela e Regina (Lana Parrilla) estarão em um jogo contra Rumple e as Rainhas das Trevas?

Horowitz: Isso vai ser uma tarefa muito interessante. Com Emma agora unindo forças com Regina para ajudá-la, eles formam uma dupla formidável, mas elas têm um novo problema que chega à cidade que é mais do que elas poderiam antecipar. Nós vamos ter que ver como isso se desenrola.

Sabemos que Regina tem uma história com a Malévola. Será que vamos encontrar outros personagens em Storybrooke que tem histórias com as outras Rainhas das Trevas?

Horowitz: Sim, e em primeiro lugar, pretendemos mostrar cedo um flashback de como a Rainha Má conheceu Malévola.
Edward Kitsis: Você vai ver que alguns de nossos personagens têm histórias surpreendentes com as Rainhas das Trevas.

Veremos flashbacks para os demais?

Kitsis: Sim, nós vamos conseguir voltar a esse tempo da primeira temporada, pré-maldição, onde Snow e Charming acabaram de tomar de volta o reino e se casaram. Embora estamos trazendo três novos vilões, nós vamos contar histórias sobre nossos personagens principais e vamos nos concentrar neles e na jornada e nos problemas deles no segundo semestre.

Tal como acontece com Rumple e Regina, temos visto que os vilões não são totalmente ruins. Será que vamos encontrar alguma humanidade nas Rainhas?

Horowitz: Como dissemos desde o início da série, “Não nascemos com o mal; ele é feito.” Eu acho que nós vamos descobrir que isso se aplica a essas novas mulheres também. Esperemos que o público descubra que existe um pouco de profundidade para cada uma delas e a razão de elas estarem fazendo isso está além de pura maldade. O que não quer dizer que não há uma grande dose de maldade deliciosa.
Kitsis: Sim, você não pode ter as Rainhas das Trevas e não ter nenhuma maldade.

Rumple está confortável em nosso mundo?

Kitsis: Ele nunca ficaria confortável indo para um lugar sem a sua magia. Nós vamos ver um Rumplestiltskin muito mais humilde no mundo real. Ele pensou que poderia ter tudo, e ele acabou com nada. Então, agora nós vamos ver um Rumple que quer começar tudo de novo. Ele percebe que o que Regina lhe disse: – “Vilões não têm finais felizes” – talvez haja alguma verdade nisso. Ele nunca quis se livrar de Belle, e vimos que ele estava disposto a salvar Henry, mas o que ele queria mesmo era a liberdade da adaga… enquanto ele possuir a adaga, ele sempre pode ser escravo de alguém. Assim, ele cometeu um erro e ele deveria ter dito a Belle o que estava fazendo. Então, seus métodos tendem a dar errado, o que acaba com ele perdendo tudo.

Belle ter usado o punhal para obrigá-lo fez os sentimentos dele mudaram em relação a ela?

Horowitz: Ele teve a chance de ser livre e mais uma vez ele deixou isso consumi-lo. Com Rumple, ele escolhe o poder ao invés do amor. O que eu realmente acho é que isso é medo do amor. Ele estava com medo de vir para uma terra sem magia então ele deixou seu filho ir, e ele estava com medo de ser escravizado pela adaga novamente então ele tentou se libertar.

Houve aquela cena comovente em que ele pisa em cima da linha da cidade e diz para Belle, “eu tenho medo!”

Horowitz: Isso está correto. Ele estava com medo de ir para uma terra sem magia, porque ele não quer voltar a ser o covarde que era.
Kitsis: O que nós amamos tanto sobre Rumple é que ele é um personagem muito complicado, e ele tem muitas falhas. É divertido, porque o público gosta de esquecer os erros, e quando nós os lembramos deles, eles odeiam. Mas ele advertiu-nos na 1ª temporada de que ele era um homem difícil de amar.

Belle está com o coração partido. O que veremos para ela?

Horowitz: Uma das coisas que nós amamos sobre [o último episódio da 4A] foi que ela finalmente conseguiu se defender. Belle vai perceber que ela começou como alguém que queria ser um herói e salvar o mundo. Ela conheceu Rumple, e, em seguida, imediatamente se casou. Então eu acho que Belle tem muito o que explorar individualmente primeiro.

Regina fica com o coração partido também, como resultado de desistir de seu amor verdadeiro e realmente fazer uma boa ação. Como ela lidará com isso?

Kitsis: Vimos um pouco de esperança para ela no final do episódio, quando os heróis se unem à Operação Mongoose. Todo mundo está envolvido com a tentativa de obter para Regina um final feliz. Emma fez um voto para ela. Então, eu acho que Regina permanecerá no caminho estreito e apertado. Espero boas coisas para ela.

Será que vamos ver alguma coisa do que acontece com Robin Hood, Marian (Sean Maguire, Christie Laing) e seu filho em nosso mundo?

Horowitz: Absolutamente. A história deles ainda não acabou.

Por que você decidiu não mostrar o casamento de Anna e Kristoff (Elizabeth Lail, Scott Michael Foster)?

Kitsis: O que nós amamos sobre Frozen foi sobre as irmãs. O que nos inspirou foi contar uma história sobre duas irmãs. Queríamos começar e terminar com as duas irmãs. Nunca foi sobre o casamento para nós, como escritores; foi sobre o relacionamento delas. Então, nós não sentimos que era necessário ou tão interessante quanto as duas apertando as mãos e indo para [o casamento].

 

Via

Tradução a adaptação: OUATBR – Não reproduza sem os devidos créditos!



Comentários



Design: Isabella Sivic | Programação: Danielle Cabral