Próximo Episódio...
6x05 - “Street Rats”
jorge postou isto no dia 18 de julho de 2015.

Durante a San Diego Comic Con, o site Nerdist fez uma entrevista com todo o cast presente e os escritores da série sobre o que esperar para a 5ª temporada. Mais uma vez, é dito que Merida interagirá com Ruby, mas seu volta ainda não foi oficialmente confirmada. Confira a entrevista abaixo:

Lana Parrilla

Você interpreta esta personagem [Regina] que é malvada, mas que também é muito humana, fundamentada. Como é que isso se complica, e como isso se aprofunda na 5ª temporada?

Eu sempre olhei para essa mulher como um ser humano. Não esta icônica Rainha Má. Ela é muito diferente do que vimos em Branca de Neve e os Sete Anões. Eu acho que vai ser muito semelhante. Ela vai sempre ser fundamentada. Acho que seu maior desafio nesta temporada é aprender a ser uma heroína, aprendendo a ser uma salvadora e estar lá para os outros. Isso não é realmente quem ela é. Então, isso vai ser seu maior desafio.

Regina teve a chance de tirar Zelena da história, mas não fez. Que tipo de repercussões você acha que isso vai gerar? Será que ela vai se arrepender?

Eu acho que ela já se arrepende, mas ela está disposta a lidar com as consequências. Há tantas recompensas quando ela faz a coisa certa. Lá no fundo ela sabe que era a coisa certa a fazer. Ela sabe que isso vai gerar desafios, mas eu não acho que ela se sente ameaçada por Zelena no fim das contas. Zelena é secundária em salvar Emma agora.

Regina está confortável em ser a salvadora?

Ela realmente odeia o fato de Emma ter feito isso. Não porque Emma é a Dark One, mas porque ela tem que fazer algo sobre isso. Eu acho que ela realmente odeia dever alguém. Então isso se tornou um fardo para ela. Não é o que ela quer lidar, mas ela não tem escolha. Se alguém sabe ou pode relacionar onde Emma está neste caminho, é Regina. Ela esteve lá. Ela que era a malvada.

Jennifer Morrison e Colin O’Donoghue

O que você achou de Emma se tornando a nova Dark One? Foi algo que você estava pedindo, ou eles apenas jogaram isso para você?

Jennifer: Eu meio que sabia pela última temporada que eles estavam indo na direção disso possivelmente acontecer, e eu estava definitivamente muito animada com isso. É uma oportunidade incrível de mudar para algo completamente diferente do que estamos fazendo há quatro anos. Eles estão sempre chegando com essas idéias surpreendentes.

Colin: Ouvi dizer que ela só queria usar um monte de couro para ser mais como eu.

Jennifer: Sim, é isso. Eu queria saber como eu poderia me tornar mais parecida com o Hook.

Com a história de um personagem sendo tão bom, mas, em seguida, fundindo-se com o Dark One, quanto dos diferentes tons de cinza você terá que interpretar?

Jennifer: Haverá um tempo de guerra entre a luz e a escuridão com certeza, porque a Emma real não quer ser tomada pelas trevas, mas a escuridão a está consumindo, então há uma luta interna muito intensa por um longo período de tempo que leva a sua rendição à escuridão.

Como Hook está lidando com o amor de sua vida indo embora?

Colin: Eu acho que é muito difícil para ele porque ela basicamente disse “eu te amo” pela primeira vez, e, em seguida, ela se vai. Ele passou muito tempo tentando conquistá-la e mostrá-la que ele é um homem diferente e bom, mas agora ela se tornou ruim. Acho que ele vai fazer o que puder para trazê-la de volta.

Nós vimos um clipe curto de Emma como a Dark One durante o painel. Como foi interpretar a Dark Swan? Você está animada?

Jennifer: Eu estou muito animada. Foi ótimo. Filmamos isso no final da quarta temporada, então estávamos com bastante pressa para tentar construir ela tão rápido quanto possível, sabendo que eu teria o hiato para fazer muito mais pesquisas e ter mais tempo para construir a personagem. Eddie, Adam e eu passamos incontáveis horas ​​enviando fotos, imagens, idéias e pensamentos sobre as coisas. Foi muito divertido. Estávamos criando um vilão que nunca existiu antes. Tem sido uma experiência muito emocionante colaborar com um grupo de pessoas e, em seguida, chegar a algo novo.

Ginnifer Goodwin e Josh Dallas

Parece que a cada ano a história fica mais complicada. Como vocês lidam com isso como atores? Qual é a coisa mais emocionante para você sobre a história de Snow nesta temporada?

Ginnifer: Eu estou igualmente confusa e preciso de notas dos produtores para me explicar em qual ordem as coisas vão acontecer. Porque nós [os atores] não temos um cronograma mestre. Ao mesmo tempo, neste ponto, os personagens estão tão estabelecidos que, como o passar dos anos, eles só se tornam mais fáceis. O que mais me entusiasma é a forma como esses personagens são humanos. Os criadores sempre buscam uma maneira de encontrar novas falhas que eu acredito ser completamente crível nestes personagens. É tudo sobre explorar essas falhas. Eu sinto como se o que foi dito no final da temporada sobre os Charmings tornando-se escuros foi uma circunstância para ser revelado sobre ser terrivelmente hipócrita e ter altos padrões irrealistas. Eu não consigo imaginar ser erguida por duas pessoas com esse tipo de pressão. Isso abriu um mundo inteiro pra nós para equilibrar o que é puro sobre a nossa fundação. O que os torna icônico. Há um lugar humano real que nós encontraremos em um novo caminho.

Os Charmings começaram como personagens tranquilos, calmos, mas de repente deram uma guinada para a escuridão na temporada passada. Será que isso abre um novo mundo de possibilidades para eles?

Josh: Absolutamente. Estamos olhando para um aspecto diferente desses personagens e um lado diferente deles. Agora que Emma foi para as trevas, é algo que os Charmings passaram boa parte de sua vida tentando garantir que não acontecesse. Eles fizeram algo extremamente hediondo para garantir que não acontecesse. Mas, agora que aconteceu, eu acho que vamos ver os Charmings irem a alguns extremos, e talvez algumas atitudes questionáveis ​​para tentar convencê-la a voltar a ser a Salvadora que ela é.

Nós vamos para novos mundos nesta temporada, como Camelot e Valente. Você ficou surpreso quando descobriu sobre os novos locais? O que te anima sobre as novas coisas?

Josh: Eu fiquei surpreso. Acho que Merida é outra grande e forte personagem feminina que aparecerá no show, e acho que ela se encaixa bem em nosso mundo. Claro que Camelot vai ser uma grande parte da vida dos Charmings, particularmente do Charming. Você vai vê-lo crescer com o Rei Arthur de uma grande forma e também vai vê-lo em seu modo mais heroico.

Rebecca Mader e Sean Maguire

O acontecerá com Zelena nesta temporada?

Rebecca: Eu não tenho ideia. Eles não nos dizem nada. Sei que ainda estou grávida, mas nada além disso. Eu não sei. Vamos descobrir quando o próximo script sair.

Você gosta de ser surpreendida sobre o script da mesma forma que os fãs?

Rebecca: Sim, eu não gosto de saber antes. É a mesma coisa de quando eu estava fazendo Lost. Eu nunca soube o que estava acontecendo e eu gosto disso. Alguns atores precisam saber tudo para que eles possam se preparar. Mas meu estilo é que eu gosto de relaxar e seguir a jornada com todo mundo. Eu não quero saber. Se eu começar a pensar sobre isso, vou ficar ligada no futuro e vou parar de estar presente. Eu nem sequer leio o próximo roteiro até que eu tenha terminado de filmar o episódio que eu estou fazendo porque senão eu estou vivendo no futuro e isso vai afetar o que estou fazendo.

Então, nós sabemos Zelena ainda está grávida. Como você se sente sobre toda essa situação “pai do bebê”?

Sean: Tudo o que posso dizer é que ele é um homem muito humano e, portanto, falível, mas com um bom coração e boas intenções. Como qualquer homem bom, ele está tentando fazer a coisa certa. O capítulo do Robin Hood foi sobre ele estar apaixonado por Regina, mas estar fazendo a coisa certa. Ele realmente pensou que estava com sua esposa. Ele não estava apaixonado por ela, mas ela tinha morrido, ele entristeceu-se por ela e se apaixonou novamente. Assim, seu coração está com outra pessoa, mas então ele percebeu que tinha que dizer adeus a esse capítulo e tentar fazer construir um novo com sua esposa.

Quando lemos o episódio em que ela [Zelena] está grávida, eu fiquei tipo “Serei muito maltratado.” Esse show, parece mais do que em qualquer outros shows que nós dois tenhamos feito, os fãs são muito mais apaixonados. É como os torcedores de futebol ficam quando o time ganha, mas toda a lógica cai pela janela. Eu tenho que dizer-lhes, “Você sabe, eu não sou realmente Robin Hood.”

Robert Carlyle e Emilie de Ravin

Sobre o que você está animada nesta temporada?

Emilie: Não nos contaram muita coisa, mas pelo pouco que sei, eu acho que o enredo de Camelot vai ser realmente interessante e visualmente impressionante.

O que você gostaria de ver acontecer?

Emilie: Eu quero ser o Dark One!

Robert: Eu quero ver a Belle ser o Dark One. Ela pode me provocar com a adaga.

Emilie: Eu vou provocá-lo com a adaga, ser o Dark One e montar um cavalo em cada cena. Isso é a 5ª temporada em poucas palavras.

Onde estará o relacionamento de Belle e Rumple nesta temporada? Vocês acham que esse relacionamento vai mudar agora que ele não é mais o Dark One?

Emilie: A relação de Belle e Gold tem que ser colocada em “banho-maria” por um tempo. Ela não pode ter a conversa que ela quer com ele agora. Claro, todo mundo está tentando ajudar Emma e extrair a escuridão dela.

Robert: Este relacionamento, eu acho, é muito importante o show deixar seguir. Alguma coisa obviamente acontecerá com a gente, mas o que é nós não sabemos no momento. Acho que vai continuar ao longo das linhas em que sempre esteve. Eu acho que o que Emilie disse anteriormente foi muito legal sobre essa ideia de ganhar e manter o amor e isso é realmente do que se trata. Esta relação toda tem sido sobre as provas e atribulações desse relacionamento. Eu acho que é provavelmente o relacionamento mais real da coisa toda. Eu não consigo imaginar os diretores deixando eles de lado.

Eddy Kitsis e Adam Horowitz

Parece que cada temporada teve um tema. Vocês discutiram o tema da 5ª temporada?

Eddy: Um dos temas que acho que temos este ano para o primeiro semestre é: “O amor é uma arma perigosa”. Eu penso que vamos explorar o amor de muitas formas diferentes e como ele é tanto algo a ser valorizado, que vale a pena o esforço, quanto algo que pode ser perigoso quando mal utilizado e fora de controle. Para nós, a jornada de Emma como a Dark Swan é essa progressão natural de alguém que aprendeu como se tornar um heroína e tornou-se uma salvadora, que agora tem de enfrentar a escuridão dentro dela, e como isso vai afetar todas as pessoas que ela ama e quem a ama.

Com Emma se tornando escura, nós temos Rumple que já não é o Dark One mais e com o coração limpo. Como vai ser isso?

Eddy: Bem, ele morre na estréia. É triste. [risos] Não. Você sabe. Essa é a pergunta que todo mundo está fazendo. O que está acontecendo com esse homem, agora que ele não tem mais a escuridão, e onde isso vai dar? Nós vamos responder ambas as questões na estréia.

Quando e como Merida chega?

Eddy: Na estreia. Ela já disparou algumas coisas. Você vai encontrá-la de imediato. Ela torna-se uma parte muito importante da história com Emma indo às trevas e sua família tentando ajudá-la.

Será que sua habilidade com arco desempenha um papel importante em ajudar trazer Emma de volta?

Eddy: Você não traz Merida e não a deixa disparar uma flecha.

O que foi que fez você decidir trazer Merida para o show?

Eddy: Ela é uma personagem que amei desde que o filme foi lançado. É uma personagem que, quando a vimos, nós pensamos “Oh, há uma maneira dela se encaixar em nosso mundo” em nossas mentes, e esperemos que todos concordarão com isso. Ela é um ajuste natural. Ela é uma princesa da Disney não tradicional que agora está se tornando uma princesa tradicional da Disney. Ela é muito forte, com poderes etc.

Adam: Merida realmente se encaixa. Você pode vê-la com Snow, Ruby, com qualquer um na verdade.

Esta temporada se parece com uma redefinição das sortes, com personagens interpretando seus opostos polares. Você pode nos contar um pouco sobre isso?

Eddy: Uma das coisas que nós amamos muito de ter escrito os primeiros episódios é que por Emma sendo o Dark One, é realmente como a 1ª temporada, porque a crise é interna ao invés de externa. Isso muda todos. Emma se foi e agora Snow e Charming querem sua filha. Hook quer encontrá-la, assim como Regina. Ela uniu todos em Neverland, e agora todos eles têm opiniões diferentes sobre a forma de salvá-la. A pressão realmente vem de dentro. Em vez de “vamos todos lutar contra a Rainha da Neve este ano”, a pressão é que a pessoa que estamos preocupados, quem temos de derrotar, é a pessoa que amamos. Então, é um enigma.

Com Camelot no show nesta temporada, devemos esperar ver algum dos Cavaleiros da Távola Redonda?

Eddy: Eu espero que sim. Eu não consigo imaginar Camelot sem a Távola Redonda. Temos alguns dos cavaleiros. Como você sabe, Lancelot vai voltar.

Via

Tradução e adaptação: Once Upon a Time Brasil – Não reproduza sem os créditos!



Comentários



Design: Isabella Sivic | Programação: Danielle Cabral