Próximo Episódio...
7x05 - “Greenbacks”
jorge postou isto no dia 04 de outubro de 2015.

Regina enfrentou muitos desafios e lutou contra graves perigos em sua jornada de Rainha Má até heroína em “Once Upon a Time”.

Mas, na noite de domingo, a personagem de Lana Parrilla vai assumir um desafio diferente – seu primeiro baile.

“Esse é o primeiro baile de Regina”, Lana disse ao Access Hollywood, sobre evento que acontece no segundo episódio da quinta temporada – “The Price”. “Nós nunca vimos Regina desfrutar de um baile. Nós vimos todas as nossas princesas e… até Emma dançou em um baile, mas Regina não, e assim [os roteiristas] queriam dar isso a ela.”

Lana disse vai ser “extremamente estressante” para sua personagem. Apesar de ter sido criada em um ambiente em que tais eventos ocorrem regularmente, “ela nunca teve a oportunidade” de realmente participar, disse a atriz.

“Há uma cena entre Regina e Mary Margaret e Mary Margaret diz: ‘E quanto à todos as festas que costumávamos ter?” E [Regina diz] “É, seu pai dançava com você o tempo todo. Ele escolheu dançar com você ao invés de mim’, e Regina praticamente sentava no cantinho vendo todo mundo se divertir e nunca dançou em um baile. Então, vamos ver a sua primeira experiência com isso e quem a ensina dançar,” continuou Lana. “É realmente doce. Ela não sabe dançar, e David – Charming – irá ensina-lá como dançar, e por isso há uma cena muito doce entre David, Regina e Mary Margaret.”

A quinta temporada está rapidamente introduzindo novos desafios para a personagem maravilhosamente cheia de camadas de Lana, Regina. Além de seu primeiro baile (em Camelot), em Storybrooke ela está tendo que ir à frente agora que Emma Swan (Jennifer Morrison) adotou o manto do Dark One. Em um sneak peek do episódio de domingo, “The Price”, Regina vai até Robin (Sean Maguire) após Emma dizer a ela que ninguém acredita que ela possa proteger a cidade.

Do seu primeiro baile até liderar Storybooke de uma nova maneira (de modo diferente de como ela fez como prefeita na primeira temporada) agora que Emma abraçou ser a Dark One, é um desenvolvimento fascinante da personagem. O Access perguntou a Lana se, em alguns aspectos, interpretar Regina nesta temporada faz sentir como se estivesse interpretando uma nova personagem por causa de todas as coisas que Regina está tendo que passar.

“Sim, na verdade parece. Tenho a impressão que é novo, com elementos de sua antiga personalidade – que adoramos porque é muito divertida, mas essa é uma nova e melhorada Regina, no sentido de que ela está fazendo escolhas certas para ser uma pessoa melhor e ser a heroína, que é realmente novo para ela e desconfortável”, disse Lana. “Eu não acho que ela necessariamente fica sonhando em ser heroína e salvar todos. Acho que foram apenas circunstâncias a levaram a esse ponto, e ela está fazendo as escolhas certas, porque, em última análise, elas dão uma sensação melhor. As escolhas certas, na verdade, são melhores… ela tem melhores experiências, resultados mais positivos. A personagem agora – eu amo onde ela está, mas ela ainda não perdeu seu jeito e ela ainda não perdeu sua escuridão. Essas coisas só saem quando necessário.”

Lana disse que se sente como Regina estivesse “no controle agora.”

“Considerando que, antes, eu sentia que ela era muito impulsiva”, continuou Lana. “Ela era muito reativa e agora, ela é muito mais uma espécie de contemplativa, onde senta e pensa nas coisas antes de agir. Então ela é – eu diria – mais madura, e um pouco mais sábia do que era antes.”

Regina fez escolhas ao longo de sua jornada que abriram o caminho para ela se tornar um heroína, e quando foi mudando, encontrou aceitação, apoio e amor dos personagens que, em temporadas anteriores, não gostavam dela. E ela continua a crescer em um ambiente onde os personagens irão apoia-lá e amá-la de maneiras que ela sempre mereceu, mas não recebeu de sua mãe, Cora.

“Ela nunca experienciou ‘amor saudável’. O amor que ela experimentou com sua mãe era muito controlador e possessivo e manipulador. Havia sempre uma agenda quando se tratava de Cora. Não era um amor puro – o amor incondicional. Com seu pai, ela teve um pouco, mas seu pai era muito fraco,” disse Lana. “Ele não sabia como protegê-la, ele não resistiu à sua mãe. Ele meio que era como um espectador e por isso ela perdeu todo o respeito por ele. Então ela realmente nunca teve a orientação parental ideal que merece tanto, do tipo de amor familiar com vínculo e confiança – ela nunca teve isso antes, o que agora ela tem com Robin, com Henry, com Emma, ​​Mary Margaret e David. E por mais que tenha sido desconfortável para ela receber isso e aceitar, também – é muito reconfortante… Dá uma sensação boa. Digo, é o que ela quer e eu acho que ela nem sabia até que ela começou a vivenciar isso.”

O verdadeiro amor de Regina, Robin, vai se encontrar numa situação muito pegajosa no episódio de domingo. Após uma conversa reconfortante no nosso sneak peek, as coisas terminaram em reviravolta quando algum tipo de forma sombria desceu e levou Robin. Enquanto os telespectadores esperara para saber mais sobre a situação no domingo à noite de “Once Upon a Time”, Lana compartilhou algumas dicas sobre a criatura misteriosa.

“Ela algum tipo de demônio”, disse Lana. “Ela de criatura do sexo feminino demoníaca que vem e leva Robin longe de todos nós e agora temos que ir encontrá-lo e salvá-lo. E há uma razão pela qual ela quer que ele.”

Via

Tradução e adaptação por Once Upon a Time Brasil – Não reproduza sem os créditos!



Comentários



Design: Isabella Sivic | Programação: Danielle Cabral