Próximo Episódio...
6x05 - “Street Rats”
jorge postou isto no dia 09 de abril de 2016.

Em uma entrevista ao site TVLine, Michael Raymond-James falou sobre seus projetos, e também falou um pouco sobre Neal e Once Upon a Time. Leia o que ele falou sobre a série:

[…]

Em um assunto mais leve, como é que a sua volta “surpresa” a Once Upon a Time surgiu?

[A ideia de voltar] tinha sido abordada antes, mas com a agenda de todos é difícil encontrar folgas. Eu tenho trabalhado consistentemente nos últimos dois anos, então eu não tinha muito tempo. Mas quando o 100º episódio veio, eu estava terminando Game of Silence e eu tinha uma folga em que eles estavam disponíveis. Eu perdi a filmagem do episódio real, mas eles fizeram acomodações para filmar a cena com Jen [Morrison] depois de já estarem alguns episódios além do 100º naquele ponto. Funcionou, e eu estou feliz por isso. Foi divertido fazer e parecia como um pequeno apoio para o personagem.

Em última análise, eles contaram o segredo, mas você achou divertido a coisa de top-secret de tudo isso?

[Risos] Sim, eu gostei de fingir ser um “agente secreto”. E eu fiquei orgulhoso do fato de que fomos capazes de manter uma tampa no segredo até quase o fim. Eu sei que você estava preocupado com os paparazzi de Vancouver [estragarem o meu regresso], mas eu estava feliz, fomos capazes de escapar deles.

Qual foi a sua leitura sobre a conversa que Neal e Emma tiveram lá no Fusca? Você acha que ele estava aprovando o novo romance dela e sua busca por Hook no Submundo, ou nem um pouco?

Acho que Neal tem amor incondicional e carinho por Emma. Ela é a mãe de seu filho e seu verdadeiro amor, independentemente de saber se ele era o dela ou não. Eu sinto que é um amor completamente incondicional, e ele só quer ser solidário com ela. Ele realmente quer que ela seja feliz. E se isso significa estar com outra pessoa, então isso é o que ele quer.

Afinal de contas, tendo seguido em frente para um lugar “feliz” e tal, não é como se ele fosse uma opção.

Exatamente. Ele não está concorrendo a esse cargo mais. [Risos] Então sim, eu acho que ele realmente quer que ela seja feliz. Ela é a mãe de seu filho, e uma mãe feliz faz o melhor para os seus filhos.

Eu disse em minha coluna que fiquei surpreso que na 3ª temporada eles não fizeram esse triângulo mais difícil – Emma estar dividida entre um personagem de contos de fadas e este “Zé ninguém” que ela só tinha conhecido como um mortal. É algo que você teria se interessado para explorar?

Até certo ponto. Mas de modo geral, triângulos amorosos não são necessariamente algo que me faça ficar animado. Ele pode ser um dispositivo revelador para contar outras histórias, ver a forma como as pessoas reagem em situações como essa, como eles lidam com a rejeição ou sei lá…

Por exemplo, se desprezado, Neal poderia ficar tentado a voltar para seu pai para uma ajuda. Ele tem o Dark One ao seu lado, de modo que ele iria por esse caminho para “conquistar a garota”?

A realidade é que nunca saberemos. Eu tenho os meus pensamentos sobre ele – e eu não acho que esse é o estilo de Neal. Neal dedicou sua vida e seu ser para ficar longe disso. Ele é alguém que poderia ter vivido com a dor dessa rejeição, se fosse para chegar a esse ponto, sem ter que virar para o lado escuro. Ao contrário, ele iria usá-lo como um trampolim para crescer. Essa é a minha opinião sobre Neal.

Via

Tradução e adaptação: Once Upon a Time Brasil. Não reproduza sem os créditos!



Comentários



Design: Isabella Sivic | Programação: Danielle Cabral